Quem trabalha com gerenciamento de resíduos sabe que além de estar atento à gestão de estoque e ao monitoramento da rotina de descarte dentro dos estabelecimentos comerciais, é imprescindível manter atenção redobrada quando o assunto é armazenamento de resíduos.

Afinal, apesar de nem sempre receber a devida atenção, a forma de descarte de resíduos é uma etapa muito importante do manejo de resíduos, pois ela determinará a possibilidade de reciclagem de materiais.

Pensando nisso, neste texto, vamos falar sobre as diferenças entre acondicionamento e armazenamento de resíduos e dar dicas para um gerenciamento eficaz. Continue a leitura e saiba mais!

Entenda a diferença entre acondicionamento e armazenamento de resíduos

Antes de tudo, é preciso entender a diferença entre acondicionamento e armazenamento de resíduos. Apesar de parecerem semelhantes, esses dois conceitos guardam diferenças relevantes entre si.

O acondicionamento é a disposição dos resíduos no interior de recipientes destinados ao armazenamento desse material, como lixeiras, caçambas, etc. Ele deve ser realizado de forma que garanta a preservação das características dos produtos e as condições de higiene. Portanto, a maneira correta de acondicionamento vai depender do tipo de material a ser descartado.

Por exemplo, resíduos de metal, como ferros e alumínios, precisam ser protegidos da exposição ao sol e à chuva, para evitar que oxidem — o que inviabilizaria sua reciclagem. Já ao descartar papéis, é preciso acondicioná-los de forma a preservá-los da umidade, na medida em que pode danificar o material. Por sua vez, os resíduos orgânicos devem ser acondicionados de forma que seu processo natural de decomposição não afete as condições de higiene do local.

O armazenamento de resíduos consiste na preservação dos recipientes que contêm os resíduos já acondicionados, ou seja, trata-se da manutenção e preservação dos lugares em que lixeiras, contêineres, entre outros são mantidos.

Assim sendo, ele demanda uma série de cuidados de toda a equipe de funcionários, para que o ambiente mantenha as condições de higiene e, assim, possa garantir o acondicionamento adequado. Além disso, um bom armazenamento assegura que toda a cadeia de gestão de resíduos torne-se mais eficiente e organizada.

Confira as boas práticas para um gerenciamento de resíduos eficaz

1-Coloque os pontos de armazenamento de resíduos próximos às fontes geradoras

O primeiro passo para ter um gerenciamento eficiente é planejar os lugares de armazenamento de resíduos de forma estratégica. Isso significa que a área de armazenamento precisa ser de fácil acesso às fontes geradoras de resíduos. Esse cuidado facilita a rotina dos funcionários, favorecendo o descarte e o acondicionamento adequados.

2- Escolha recipientes que atendam à demanda do seu estabelecimento

A escolha do recipiente para o armazenamento de resíduos deve ser feita com atenção, e diversos fatores devem ser levados em consideração. O primeiro deles é a demanda do estabelecimento. Dependendo da quantidade de resíduos gerados, pode ser necessário investir em contêineres. Dessa forma, é possível evitar que sacos de lixo sejam depositados no chão, na área de armazenamento, comprometendo a higiene do local.

3- Mantenha recipientes de armazenamento diferentes para cada tipo de resíduo

Para garantir que o acondicionamento dos resíduos seja realizado de forma adequada e que os materiais descartados possam ser reaproveitados durante a reciclagem, é importante investir em diferentes recipientes de armazenamento para segregar os diferentes tipos de resíduos.

4- Considere contratar os serviços de um gestor de resíduos

A legislação prevê uma série de regras para o armazenamento de resíduos classificados como perigosos. Nesses casos, é necessário que o estabelecimento possua uma área impermeável, ventilada, com acesso restrito e uma série de outras exigências.

Como todas as empresas geram este tipo de resíduo (lâmpadas, pilhas, baterias, aerosóis, entre outros), pode ser interessante contar com a ajuda de um gestor de resíduos. Esse tipo de serviço é oferecido por empresas que atuam na coleta de resíduos, como a Translix. Com isso, não é preciso destacar funcionários para se dedicarem exclusivamente ao controle desse tipo de material, otimizando as atividades da empresa.

5- Consulte uma empresa especializada

Para se ter um eficaz gerenciamento de resíduos, que compreenda uma visão sistêmica e permita um diagnóstico preciso no mapeamento da geração dos resíduos, acondicionamento adequado e armazenamento seguro, o melhor é contar com uma consultoria especializada. Por muito menos do que você imagina, seu negócio pode contar com uma abordagem profissional e desenvolver o seu próprio PGRS (Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos).

A Translix atua com esse modelo de consultoria, auxiliando seus clientes a elaborar planos de gerenciamento eficientes, que estejam de acordo com a legislação e facilitem a rotina das empresas. Para saber mais sobre os serviços prestados pela Translix, acesse nossa página!

1
Olá!
Como posso ajudar?
Powered by