Você já pensou no impacto que suas ações podem causar no meio ambiente — fazer a separação do lixo e ficar atento à coleta seletiva é algo que já faz parte do seu dia a dia? Você sabe qual é o destino do lixo que você descarta?

Essa é uma pergunta que deveria ser feita por todos os cidadãos, afinal, a responsabilidade com o lixo não termina quando o entregamos para os serviços de coleta. É preciso saber o que é feito com esse material e se o destino do lixo gerado em nossas casas e empresas  é ambientalmente adequado.

Pensando nisso, neste texto, vamos explicar qual o caminho percorrido após a coleta e por que os geradores de resíduos precisam estar atentos a essas informações. Continue a leitura e saiba mais!

Qual o destino do lixo orgânico?

O destino do lixo depende do tipo de coleta que é realizada. As coletas convencionais — que são voltadas para itens não recicláveis, como restos de comida, madeiras, folhas, entre outros — encaminham esses produtos diretamente para os aterros sanitários.

Neles, essa matéria é compactada e enterrada sem que nenhum tipo de triagem seja realizada. Portanto, a separação do lixo feita em casa ou na empresa é de extrema importância para que o descarte seja efetuado de forma racional.

Cabe ao gerador de resíduo zelar para que produtos como lâmpadas fluorescentes, baterias e outros tipos de materiais que podem ser altamente nocivos ao meio ambiente não sejam descartados junto ao lixo orgânico.

E dos resíduos recicláveis?

A coleta de resíduos recicláveis é realizada por empresas especializadas nesse tipo de material, como a Translix, ou por cooperativas de catadores. Em algumas cidades, a prefeitura disponibiliza locais especiais para que a população faça a entrega de recicláveis.

Após ser coletado, esse material passa por um processo de seleção que tem por objetivo separar o lixo de acordo com suas características e identificar os produtos que estão em condições de serem reciclados. Feita essa seleção, os materiais são compactados e vendidos para a indústria como matéria-prima.

Assim como o destino do lixo orgânico, a reciclagem depende do descarte adequado por parte dos geradores de resíduos. Esse cuidado é importante para preservar o material, deixando-o apto para a reciclagem. Por exemplo, papéis amassados ou sujos não podem ser aproveitados pela indústria, de forma que, mesmo quando são entregues para a coleta seletiva, precisam ser enviados para os aterros sanitários.

Qual a corresponsabilidade dos setores da sociedade no descarte dos resíduos?

A responsabilidade dos geradores de resíduos não termina no momento da coleta. É preciso estar atento e colaborar com o processo de tratamento e destinação final do lixo. Mais do que uma questão de consciência ambiental, assumir essa responsabilidade é uma obrigação legal, tanto na responsabilidade civil como criminal.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos trabalha com a ideia de responsabilidade compartilhada do ciclo de vida do produto. Isso significa que o dever com o destino adequado do lixo recai não somente sobre o poder público, mas também sobre todos os envolvidos no processo de produção, compra, uso e descarte de qualquer produto.

No caso dos estabelecimentos comerciais que se enquadram na definição de grandes geradores de resíduos, essa atenção deve ser redobrada. De acordo com a legislação federal, os municípios estão desobrigados a realizar a coleta pública dos resíduos desses estabelecimentos. Cabe ao grande gerador providenciar a contratação de serviços de coleta e garantir que o destino do lixo esteja de acordo com as legislação ambiental.

Como garantir o destino adequado para o lixo da minha empresa?

Para garantir um destino adequado para o lixo e resíduos produzidos pelo seu estabelecimento, é preciso, em primeiro lugar, contratar uma empresa que atue com coleta seletiva e reciclagem e que tenha capacidade de ajudar na gestão ambiental. Procure conhecer os clientes atendidos pela empresa, a estrutura operacional (sede, veículos e equipamentos, licenças de funcionamento e operação (Prefeitura e Cetesb), AVCB – Corpo de Bombeiro, entre outras), o tempo de mercado desta empresa e os parceiros com quem trabalha: aterros sanitários, cooperativas, usinas de compostagem, etc.

O passo seguinte é promover campanha pelo descarte correto dos resíduos gerados no seu estabelecimento comercial. Coloque as lixeiras próximas aos pontos de geração, dê preferência para seguir o código de cores do CONAMA e estabeleça algum plano de gestão de resíduos eficiente. Dessa forma é possível garantir uma maior quantidade de material reciclado.

Essa preocupação é relevante porque, apesar dos aterros sanitários serem opções viáveis e muito mais seguras que os antigos lixões, a construção dessas áreas envolve vários impactos para o meio ambiente e a sociedade, como o desmatamento da área utilizada e o comprometimento da qualidade de vida nas regiões de entorno destes empreendimentos.

A coleta seletiva e a reciclagem dos resíduos é um poderoso instrumento para se evitar a utilização do aterro sanitário e consequentemente uma ação de cidadania que contribui para a preservação do meio ambiente e promove o desenvolvimento sustentável.

Gostou deste conteúdo sobre o destino do lixo? Aproveite que está por aqui, assine nossa newsletter e receba nossas atualizações diretamente no seu e-mail!

 

1
×
Olá!
Como posso ajudar?